Pesquisar este blog

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

HISTÓRIA EJA E DADOS MUNICÍPIO PIRES FERREIRA-CE

INTRODUÇÃO
O Planejamento Estratégico de Fortalecimento da EJA é mais uma realização de uma política de qualidade no desenvolvimento educacional deste município.
Pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação de Jovens e Adultos (Parecer CNE/CEB 11/00 e Resolução CNE/CEB 1/00) - que devem ser observadas na oferta e estrutura dos componentes curriculares dessa modalidade de ensino, estabelece que:

“Como modalidade destas etapas da Educação Básica, a identidade própria da Educação de Jovens e Adultos considerará as situações, os perfis dos estudantes, as faixas etárias e se pautará pelos princípios de eqüidade, diferença e proporcionalidade na apropriação e contextualização das diretrizes curriculares nacionais e na proposição de um modelo pedagógico próprio.”



Necessidade de capacitar/sensibilizar instituições organizacionais e seus profissionais para uma abordagem compatível com uma sociedade tecnologicamente mutante – compreender o mundo, a educação e o ensino.
O objetivo desta consolidação de informações é possibilitar análises e tomadas de decisões, na construção de uma educação básica de qualidade para as crianças e jovens piresferreirenses.
Este trabalho foi baseado teoricamente pela obra Org.: PAIVA, MACHADO e IRELAND, buscando-se mesclar necessidades e solicitações da I a V ENEJA, com as reais do município de Pires Ferreira.
Este município é jovem, 20 anos, na emancipação, porém tem muito tempo de estrada e não há um benefício que tenha sido sem luta da população, que embora não seja numerosa, diante do censo, moradores unidos conseguem o que querem.
Coloca-se aqui, não só a esperança de melhorias na parte de estrutura física, humana, porém o ideal de pessoas, principalmente do campo, acostumadas a lida de sol a sol. Embora a pele ressecada pelos fatores climáticos e as rugas do tempo não fazem com que desistam de colocarem mais bagagem no currículo da vida. Para isto precisam de melhoria na modalidade EJA, da merenda ao material pedagógico e didático, não propício.

1.DIAGNÓSTICO DA REALIDADE EDUCACIONAL DE PIRES FERREIRA


1.1 Pires Ferreira, Localização e Economia

1.1.1 Localização Geográfica

É uma jovem cidade, nos seus 22 anos, acolhedora, localizada no sopé da serra da Ibiapaba, tem um gracioso formato de uma baleia e sua sede fica no olho deste animal, onde tem como protetora Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro.
Faz parte da microregião de Ipu, e limita-se com os municípios de Ipu, Reriutaba, Varjota, Hidrolândia e Santa Quitéria.
Características geográficas Área 242,191 km²;   População 9.492 hab. est. IBGE/2008 ] Densidade 36,0 hab./km²Altitude 194,110m metros; Clima tropical semi-árido; Fuso horário UTC-3 ;Indicadores IDH 0.606; PNUD/2000;  PIB R$ 23.836 milhões IBGE/2005;  PIB per capita R$ 2.934,00 IBGE/2005.

Vegetação
O município é cercado por dois tipos de vegetação: a Caatinga e a várzea; está próximo da Chapada da Ibiapaba.
 Demograficamente, Pires Ferreira, é abastecida pelo açude Araras, através do sistema de adutora de água que foi instalado no município em 2007. O município se encontra os rios: Jatobá, Santo Antonio e São Francisco.

Clima

O clima é tropical quente e úmido. As chuvas se concentram de janeiro a maio. A precipitação média anual de 917,4 mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. A temperatura máxima média chega a 34,1ºC A mínima média em julho, o mês mais frio, é de 27,0ºC.
Relevo
O quadro geomorfológico do município é, em grande parte, representado pelo Planalto da Ibiapaba e pela Depressão Sertaneja.

 

1.1.2 História

Acredita-se que, há muito tempo, Pires Ferreira teria surgido com o nome de Humaitá, posteriormente passado a se chamar Mucambo. Originou-se de um povoado às margens da Ferrovia Sobral-Crateus,

Em 1933, o povoado passa a se chamar Pires Ferreira, em homenagem ao engenho piauiense Antonio Sampaio Pires Ferreira. Em 1960, ocorreu uma tentativa de emancipação, que não deu certo, mas em 22/05/1987 o então distrito de Ipu, se emancipa definitivamente.
Havia sido município, pela primeira vez, há muito tempo, sendo rebaixado à categoria de distrito de Ipu, por ocasião da Revolução de 1964, conforme Lei nº 6.418, de 9 de julho de 1963, assinada pelo então governador do Estado do Ceará, Cel. Virgílio de Morais Fernandes Távora.
Os primeiros habitantes da cidade foi a tradicional família dos Ferreira, cujo elo principal, Sr. João Inácio Ferreira, foi o fundador da igreja e introdutor do ensino no município, para onde teria levado a primeira professora, deslocada de fortaleza, à cavalo, para lecionar neste município.

Outro povoador a ser lembrado é um homem conhecido pela alcunha de “cajueiro”, na época, o pedreiro que teria construído a ponte sobre o riacho São Francisco.

É um município brasileiro do Estado do Ceará. Seu relevo é acidentado, já que a cidade encontra-se próximo a serra da Ibiapaba. A população estimada em 2007 era de 9.492 habitantes. Em 200, a antiga estação de trens da cidade foi transformada no Centro Histórico Municipal Antônio Sampaio Pires Ferreira, em homenagem ao diretor chefe da estrada de ferro que passa por essa cidade. É uma típica cidade do semi-árido nordestino. A cidade conta com três distritos: Delmiro Gouveia, Otavilândia e Donato.

Em sua primitiva construção a igreja matriz tem se como responsável Padre Maximo Feitosa, em segunda capela ou reforma teve o Monsenhor Gonçalo Lima. Depois dele, monsenhor Morais, residente na sede da paróquia (IPU-CE), leva adiante a obra de evangelização. Após Monsenhor Morais – ainda vivo, em 2008, Padre Raimundo Nonato Timbó, atual pároco da Igreja de São Sebastião em Ipu, segue dando impulso ao trabalho de evangelização. Em 2007 Pe. Emmanuel -recém ordenado sacerdote - assume a evangelização de Pires Ferreira - que passa a ser considerada como área pastoral.

Em 2008, após ter dado início a uma reforma na igreja, padre Emmanuel é transferido para a cidade de Meruóca. As obras da Igreja seguem em andamento. A capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro volta a ser pastoreada por Padre Raimundo Nonato Timbó. No dia 20 de fevereiro de 2008, estando reunido, o Conselho Presbiteral da diocese de Sobral - CE, tendo à frente Dom Antônio Fernando Saburido, OSB, em votação, unanimemente, decide que a Área Pastoral de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro deixaria sua condição de Área Pastoral e assumiria o status de Paróquia. O padre que esta em Pires Ferreira é Bonifácio Paiva, natural da própria cidade, primeiro pároco desta cidade.

Na Economia e Finanças – O município exerce papel pequeno no comércio e serviços. Sua economia é baseada na agricultura (plantio de arroz e algodão), na pecuária e no comércio. A indústria ainda é muito pequena.

A fonte de emprego, a maioria, é municipal, onde são empregados professores, agentes administrativos, secretários, lixeiros, motoristas, médicos, enfermeiros e outros.

Há, também funcionários estadual: professores, auxiliares administrativos, etc. E federal: agente dos correios, aposentados da antiga RFSA, etc.

   * Produção: algodão herbáceo e arbóreo, banana, feijão, milho e arroz.
   * Na pecuária: bovinos, suínos e aves.
   * Indústrias: 1 de cerâmica.

No Turismo, temos a Bica de Pires Ferreira – é uma queda d´água do riacho São Francisco, tem 92 metros de altitude e localiza-se a 14km da Sede , a vegetação ainda é intocada, já que o local ainda não foi invadido por quiosques.  Dependendo das chuvas a cachoeira pode possuir água de janeiro a agosto.  Tem, também, A Bica Encantada A cachoeira encantada é realmente encantada, pois diferente das outras cachoeiras, a bica encantada só é visível há 50m do local, foi descoberta em 1985 . Alem dessas podemos ainda citar:

  • Açude Araras, nos distritos de: Otavilândia, Marruás, Santa Tereza I, Santa Tereza II, Barros, Serrota, Croatá dos Rodrigues e Cipó;
  • Estação Ferroviária;
  • Igreja de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro;
  • Igreja de Santa Luzia, em Ipueirinha;
  • Igreja de Santo Izidro, em Delmiro Gouveia;
  • Açude Marruás, em Marruás dos Paiva.

 Na área da Educação, a cidade possui 30 escolas, sendo 29 municipais e uma estadual. Além das escolas também se destacam duas Bibliotecas: A Pública Municipal que possui um acervo de aproximadamente 3.500 exemplares e uma Comunitária no Distrito Delmiro Gouveia.

Jovens terão ensino profissional

Segundo o caderno Regional, apud Diário do Nordeste:
“Prefeito de Pires Ferreira, Marcos Camelo Marques, está com meta de investir na educação e gerar emprego e renda.
Pires Ferreira. Os prefeitos que conseguiram reeleição usaram como importante ferramenta o argumento da experiência adquirida na gestão pública nos últimos quatro anos, o que facilitaria o trabalho, seja para continuar o que vem fazendo ou pensar em novas propostas públicas para os velhos problemas. O prefeito reeleito de Pires Ferreira, professor Marcos Camelo Marques, anuncia construção e reforma de escolas públicas municipais, aquisição de ambulância e construção de uma escola agrícola de nível profissionalizante, e as negociações para a chegada de uma indústria de jeans para a cidade.

O jovem (fundado há 21 anos) e pequeno município de Pires Ferreira, distante 303 quilômetros da Capital, como muitos pequenos municípios — este possui apenas 9.400 habitantes, de acordo com o último censo do IBGE — funciona como cidade-satélite em relação a municípios maiores e mais desenvolvidos, como, por exemplo, Sobral. Este fato é gerado pela dependência da população da renda do serviço público municipal ou na agricultura, normalmente em regime de sequeiro — mas, ainda assim, conta com a empregabilidade de uma indústria de transformação de cana-de-açúcar.

Conforme o prefeito Marcos Camelo, existe a necessidade de potencializar a renda na região. ’Sabemos que é importante a geração de emprego e renda, e por isso já estamos fazendo contatos com boas perspectivas da chegada de uma indústria de jeans para o município, o que vai gera dezenas de contratações”, afirmou.

Na educação, o prefeito, também professor, pretende reformar todas as escolas públicas municipais, e construir outras. A novidade é a construção da Escola Rural, de educação agrícola e ensino profissionalizante, em parceria com o Governo do Estado. A intenção, segundo o prefeito, é qualificar o jovem de Pires Ferreira e mantê-lo na cidade.

Ainda em atendimento aos jovens, Marcos anuncia, para este ano, a construção de um ginásio coberto na localidade de Otavilândia e o início, em janeiro, da reforma do posto de saúde para a comunidade de Delmiro Gouveia. E aumentará em 50% o número de equipes do Programa Saúde da Família. ‘Nossa prioridade é o social e a saúde’, definiu o prefeito.”

(Diário do Nordeste – 07/01/09)

 

Cultura:

  1. Meios de comunicação social (2003): Rádio Santo Izidio FM (Delmiro Gouveia)
  2. Patrimônio histórico: não possui bens tombados
  3. Padroeira: Nossa Senhora Perpétuo do Socorro
  4. Festas Populares: Festa do Município (22 de Maio), Festival de Quadrilhas (junho), Festa do Padroeira (Julho), São Judas Tadeu (novembro).
  5. Feira das Frutas: Quinta-Feira.
  6. Equipamentos: uma biblioteca, um grêmio recreativo, um ginásio e um estádio (em construção)

No esporte - O futebol, o futsal, o handebol e o atletismo, são os esportes, mais praticados no município. Sendo bicampeão cearense de futsal e atual campeão de Handebol.

Eventos Culturais

  • Festa do Município - 22 de maio;
  • Festival de Quadrilhas – junho;
  • Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – julho;
  • Festa de São Judas Tadeu - outubro ou novembro.
A Banda de música João Pinto de Oliveira (Moacir Pinto) foi fundada no ano de 2006, quando a cidade de Pires Ferreira, no Ceará, foi contemplada com um Kit de 19 instrumentos, doados pela Fundação Nacional de Artes (Funart).
Esta Banda é mantida pela Secretaria Municipal de Cultura desta cidade e, muito embora jovem, tem realizado várias apresentações em nível municipal e também em cidades circunvizinhas.
Está, atualmente, sob a regência do maestro Jorge Antonio Martins Nobre, um dos idealizadores desta banda juntamente com o atual prefeito Marcos Camelo Marques.
Apresentou-se pela primeira vez em 2006, na Escola de Ensino Fundamental Alzira Maria de Araújo, numa reunião de pais e mestres; Participação em comemorações cívicas com a abertura e encerramento das comemorações da semana do Município; Tocata no encerramento do campeonato municipal de futebol; animou os festejos da padroeira da cidade e se apresentou no vilarejo de Ipueirinha nos festejos de Santa Luzia; Apresentação no encontro de bandas na Cidade circunvizinha Ipueiras; Participação na praça central Eusébio Ferreira de Araújo na entrega de diploma dos alunos do Proerd (Programa de Resistência às Drogas e a Violência);
Tocando, também, em inaugurações: Sistema de Abastecimento D água e Museu Histórico e animação no Natal de Luz e Ano Novo.
Em 2007, dos dezenove músicos inscritos no 4° Festival Música na Ibiapaba em Viçosa do Ceará, cinco foram classificados.
Atualmente esta banda é formada por 23 músicos e 15 alunos estudantes de flauta doce.
É emocionante, nos desfiles cívicos, e nas comemorações, ver que não precisa pedir auxílio às bandas dos outros municípios, para que animem estacidade, pois cada componente, vestido em sua farda de gala, desfila orgulhoso e feliz, sabendo que não bastou apenas sonhar: tiveram que buscar realizar um sonho antigo, dos avós, pais e deles.

1.2 Histórico da EJA no Município


O Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) -  implantado, a partir de 1969, pelo governo federal – um  programa de proporções nacionais, voltado à oferecer alfabetização a amplas parcelas dos adultos analfabetos nas mais variadas localidades do país, sua extensão chegou ao município de Ipu e também aqui, já que era distrito. Em 1985, o Mobral é extinto, por já não mais gozar de credibilidade junto aos meios políticos e educacionais, quando o processo de abertura política já estava relativamente avançado.
Os programas correspondentes às séries iniciais, denominados Suplência I, deram continuidade a experiências de alfabetização que, em graças à influência das propostas de Paulo Freire, lograram delimitar alguma identidade pedagógica. Esses programas, também, puderam compor um leque de ofertas mais diversificado, tanto no que se refere aos promotores e locais de funcionamento dos cursos (escolas, igrejas, sindicatos e centros comunitários), quanto à duração e periodização das etapas. Tal liberdade se deveu, certamente, ao fato de que tais programas já não encerravam a conclusão de um nível de ensino com sua correspondente certificação.

1988 – A Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, Coordenou Educadoras para que visitassem os alfabetizandos nas residências – papel, hoje das agentes de saúde.

Em 1989 começou a solidária no município, em agosto – após a capacitação na Universidade Santa Cecília, em Santos.
1997 – Oferta do Supletivo para a comunidade local e as vizinhas.  A certificação, até hoje, vem do CEJA de Sobral e Habilitação dos Professores Leigos, certificação de SEDUC/Fortaleza.


1.3 Características da População do Município Segundo Dados Estatísticos

Este município Está incluído na lista dos municípios mais pobres do Brasil. Perfil populacional – urbana e rural, com uma população de aproximadamente população estimada (2007): 9.483. Faz parte do Estado do Ceará, sendo a população maior na zona rural: uns 60%.

PIB (2005): R$ 23.836.000
Agropecuária: 26,63 %
Indústria: 7,78%
Serviços: 65,59%
Receita Orçamentária ( 2007): R$ 8.648.590,19

1.4 Características do Atendimento Educacional no Município


A cidade possui 30 escolas, sendo 29 municipais e uma estadual.

Taxa de alfabetização ( 2000): 61%
Taxa de escolarização no ensino fundamental ( 2007 ): 118,5%
Taxa de escolarização no ensino médio ( 2007): 100,7%

4 comentários:

  1. EU JÁ PROCURO COM MAIS FREQUENCIA NOTICIAS RELATORIOS, DADOS E ESTORIA QUE PESSOAS COMO VCS PESQUISAM PARA INFORMAR MELHOR.
    NÃO SEI SE JA FIZERAM, MAIS DEVIAM FAZER UM APANHADO DE PESSOAS QUE FORAM IMPORTANTES NO MUNICIPIO DE PIRES FERREIRA ENQUANTO VILA E POVOADO.
    FORAM MUITOS OS QUE COLABORARAM PARA QUE ESTE MUNICIPIO SEJA HOJE O QUE É, INDEPENDENTE DE IDEALIZAÇÃO POLITICA.
    CONSIDERO ESTE UM ÓTIMO TRABALHO DE INFORMAÇÃO.
    OBRIGADO

    ResponderExcluir
  2. PIRES FERREIRA,minha cidade onde nasci e vivi ate os meus 12 anos de idade,sou de uma familia postada no blog da CLAY,bisneto de JOAO INACIO FERREIRA; antecedendo a este comentario sr Zeca Araujo , o qual tem o interesse de conhecer melhor a historia o inicio povoamento.CLAY,JOAO INACIO FERREIRA, seu pai da FAMILIA VALE e um senhor por nome de SILVANO consta entre os primeiros habitantes de PIRES FERREIRA,segundo meu pai que voce conheçe muito bem sabe contar toda a historia.Portanto os FERREIRA VALE, SILVANO FORAM OS PRIMEIROS a povoar PIRES FERREIRA. A ANTIGA MUCAMBO

    ResponderExcluir